quarta-feira, 28 de março de 2012

A Fome na África



A fome está assolando cada vez mais a região do chifre da África. A ONU alertou que a situação está saindo do controle, especialmente na Somália. Ao todo, 12 milhões de pessoas precisam de recursos para alimentação na Etiópia, Quênia e na Somália.


De acordo com agências internacionais, muitas pessoas estão morrendo em território somali, outras tentam chegar até campos de refugiados, especialmente no Quênia, e outros morrem pelo caminho. Trabalhadores voluntários e membros de grupos assistenciais observam crianças desnutridas e fracas chegando aos acampamentos e, muitas vezes, sem condições de se alimentar por causa da fraqueza. Além disso, há relatos de pais que enterraram seus filhos na tentativa de chegar aos campos de refugiados ou mesmo foram assassinados por grupos rebeldes dentro da Somália.

A crise da fome na Somália é ainda mais grave por causa da ação desses grupos. No sul, o grupo al-shabab impede a chegada de alimentos ou suprimentos para a população faminta e a situação só tem piorado. Além disso, a guerra civil que atinge o país já destruiu boa parte da infraestrutura, o que torna quase impossível uma ação de entidades assistenciais.

Na Etiópia e no Quênia, com situações mais estabilizadas, a entrega de alimentos é algo mais tranquilo. Isso serve de explicação também para que os campos de refugiados no Quênia estejam sempre lotados de refugiados da vizinha Somália

Diante do alerta da ONU é de se esperar que algo seja feito pelas Nações mais desenvolvidas do mundo, preocupadas com suas crises financeiras ou com a primavera árabe, que ainda rende violência. Mas, essas Nações também deveriam estar atentas ao pesadelo africano. A morte é diária e a fome não espera.
E outra questão que merece ser colocada: a ajuda pode chegar com suprimentos e com dinheiro, mas como fazer para que esse pesadelo, já vivido em outros anos pela Etiópia, não se repita no futuro? Esse é, talvez, o maior desafio a ser vencido por quem pretende resolver o problema dos africanos.

Fonte do Texto | Leia na íntegra:

Como podemos Ajudar:
A maioria das ONGs internacionais prefere receber doações em dinheiro para direcionar a ajuda humanitária da forma mais adequada. Assim, economiza-se com transporte, compra-se o que é realmente necessário e ainda é possível movimentar a economia local.

De acordo com a ONU, a epidemia de fome já foi declarada em cinco regiões da Somália, país mais castigado pela crise. Para evitar com que a mesma situação atinja outras áreas, são necessários arrecadar R$ 3,8 bilhões (US$ 2,4 bilhões de dólares) - até o momento, os doadores disponibilizaram R$ 1,5 bilhões (US$ 1 bilhão).


O R7 (do Portal r7.com) fez uma lista de organizações internacionais sérias que aceitam receber doações pela internet ou por depósitos bancários. Confira as dicas:
Organização das Nações Unidas (ONU)
Programa Mundial de Alimentos (PMA)
Site em português, mas dados para doações estão inglês.
A ONU informa que as operações por meio de cartão de crédito estão sujeitas a cobrança de IOF e não são dedutíveis do imposto de renda.

Os pagamentos podem ser feito via boleto bancário ou débito automático, em reais.
A ONG traz informações sobre como a sua doação pode ser aplicada. Com R$ 42, por exemplo, é possível dar alimento terapêutico para uma criança gravemente desnutrida por duas semanas.
O site e informações para doações estão em português.

Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV)
O comitê disponibilizou para o Brasil uma conta corrente no banco HSBC para arrecadar doações em favor das vítimas do conflito armado e da seca na Somália. Veja os dados:
COMITÊ INTERNACIONAL DA CRUZ VERMELHA
CNPJ: 04.359.688/0001-51
Banco: HSBC
Agência: 1276
Conta Corrente: 01034-73
Mais informações clique aqui

CARE
A ONG é uma das principais organizações humanitárias na luta contra a pobreza global.
O site para doações, porém, está em inglês e os valores são apresentados em dólares. Para brasileiros, é possível pagar com um cartão de crédito internacional.
A entidade também informa o que pode ser feito com o valor doado.
A ActionAid é uma organização sem fins lucrativos que existe em 43 países e luta contra a pobreza. É possível doar qualquer quantia.
Telefone: 0300 789 85 25.
Email: atendimento@actionaid.org.br

Fonte do Texto | Leia na íntegra:
http://noticias.r7.com

Fotos de Internet
















.
Alguma Postagem infringe direitos autorais, Fonte incorrta, Informe quintafeiradoze@hotmail.com

7 comentários :

Anônimo disse...

lamentável...

Kazu disse...

olá,
parabéns pelo belíssimo trabalho.
tambem sou sensibilizado com a fome e miséria na Africa e no resto do mundo.
Tenho repassado constantemente aos amigos, fotos da ong SAVE THE CHILDREN
Já que não posso estar lá, pelo menos divulgo para o máximo de pessoas que posso. Se pelo menos uma delas se engajar, já será mais um para trabalharmos juntos.
Peço permissão para divulgar essas fotos na internet pois como são impactantes, podem impressionar e conquistarmos mais voluntários.
Obrigado.
Brendan.

tio patinhas disse...

temos que fazer algo por esse povo meu deus,estou chorando aqui diante dessa ijustiça,em vez de estar dando dinheiro para igrejas porq não matamos a fome desse povo jesus tem piedade meu pai,nossa senhora de fátima rocais por nós

Anônimo disse...

fiquei chocada com tanta miséria. As vezes ainda reclamomos do que tem prá comer, temos que agadecer a Deus todos os dias pela agua e pelo alimento que temos em nossa mesa...

Anônimo disse...

Realmente, qualquer um fica chocado ao ver essas fotos. Gostaria muito de ajudar. Mas tenho medo que o dinheiro nao chegue äs crianças. Se eu pudesse com certeza adotaria uma delas e cuidaria com muito amor. Vejo meu filho nos olhos delas.

Anônimo disse...

Senhor... tu sabes de tudo que se passa nesse mundo e das condições fornecida a cada um na face dessa terra, olha para esse pequenos

Anônimo disse...

uns reclama da vida, outros lutam para ter uma

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós!

Todos podem comentar.

Obrigado pela sua visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...